O que é a Ferritina?

A ferritina é a proteína de armazenamento do ferro. Abunda no fígado e nos macrófagos. É uma proteína essencialmente intracelular e por isso aparece no plasma em quantidades reduzidas. Existe uma correlação entre a importância das reservas de ferro e a ferritina sérica.

Este doseamento permite fazer a avaliação das reservas de ferro no organismo. Grandes descidas dos níveis de ferritina são um indicador precoce das deficiências férricas, anterior à hipossideremia e à microcitose. Também é um doseamento útil no seguimento dos resultados de tratamento de anemias hipocrómicas hipossiderémicas.

A síntese celular da ferritina aumenta no caso de ocorrer inflamação que provoca uma retenção do ferro nos macrófagos mononucleares da medula óssea, do baço e do fígado.

O doseamento desta proteína permite efectuar a distinção entre anemias hipocrómicas por carência de ferro (ferritina baixa) das anemias inflamatórias.

Quadro   Diagnóstico das anemias microcitárias com ferro sérico baixo

 

  Inflamação Carência de ferro
Ferro sérico - -
Ferritina ++
Capacidade total - ou normal ++
Coeficiente saturação -

 

A ferritina está muito elevada em casos de hemocromatose.

Ocorrem grandes libertações desta proteína para o soro nos casos de citólise hepática, sendo necessário ter em conta na interpretação dos resultados.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

CommentLuv badge